Monthly Archives

dezembro 2016

COMO EVITAR ERROS NA ESCOLHA DO COACHING

By | Publicação

Por Ana Carolina da Cunha – Coach de Carreira e Sócia na LN Consulting 

Para começar você sabe o que é um processo de Coaching, ou para que ele serve?

É Aconselhamento? Não …

Terapia? Não …

Consultoria? Não …

Algum tipo de treinamento? Também não …

Coaching é um processo que tem como objetivo expandir as competências da pessoa, aumentando sua performance, por meio de técnicas e ferramentas conduzidas por um profissional que é habilitado e conhecido como Coach em parceria com o cliente que é o Coachee.

Porém, vem me preocupado como profissional Especialista em Carreira e Coach,  que há muitas confusões no que se refere ao “nicho” e|ou “especialidade” do Coach. E do cuidado que o profissional | pessoa que procura este profissional deve ter.

Como profissional de qualquer área, sendo médico, advogado, etc. Do profissional Coach é esperado no mínimo, sensibilidade, cuidado e ética, pois como costumo sinalizar sempre, estamos lidando com vidas, com mentes, com expectativas, e há uma linha muito tênue em trabalhar para o sucesso da pessoa, ou arruiná-la de vez.

Por este motivo, faço um alerta dando algumas sugestões para aqueles que estão buscando a intervenção deste trabalho:

1º PESQUISE – Usamos o Google para fazer tantas pesquisas, debruce-se também em pesquisar sobre as instituições que realizam a formações de Coach, informe-se sobre o que é o processo e o tipo de Coaching que seria mais adequado a você, se é o profissional ou pessoal. Depois disso:

2º QUESTIONE – Ao encontrar um Coach que atue na área que pretende desenvolver, marque uma conversa para conhece-lo, por dois motivos, primeiro para avaliar se terão afinidade, e também para questioná-lo, sobre sua formação, sua especialidade, sua história. Com isto:

3º BUSQUE REFERÊNCIAS – Isso mesmo, peça a ele indicações de nomes de pessoas que ele já realizou o processo, não se preocupe em estar sendo invasivo, é uma prática muito comum em Consultorias. Caso não se sinta confortável, use também o “pai Google” para pesquisar recomendações, ou mesmo questione a possíveis colegas que já realizaram o trabalho.

Tendo estes cuidados você irá minimizar os impactos negativos no momento de escolher um trabalho de Coaching, pois é um investimento que a pessoa faz para si mesmo, para sua vida.

Ana Carolina da Cunha – Coach de Carreira e Sócia da LNConsulting – Carreira Coaching e Negócios

4 SINAIS DE QUE SUA CARREIRA ESTA INDO POR LADEIRA ABAIXO

By | Publicação

Por Lenir Nunes – Coach de Carreira e Sócia na LN Consulting

Vejo muitas pessoas que alegam gostar do que fazem e de onde estão, justificando que estão no “caminho certo” quanto suas escolhas profissionais, porém, quando lhe é apresentado uma nova oportunidade, imediatamente demonstram interesse em fazer uma mudança. Mas se questionados sobre “o que faria eles mudarem de emprego” não têm certeza.

Isto nos faz pensar que, na realidade, muitos profissionais não tem certeza do que realmente os deixam insatisfeitos com a atual carreira.

Então quais sinais podemos observar, para que se perceba se está ou não na hora de dar um basta? Será que eu devo começar o ano pensando em mudar de emprego?

Sugiro considerar os 4 sinais abaixo:

1) Síndrome do Fantástico: domingo à noite bate aquela “deprê” porque o final de semana está acabando e a segunda inicia. Se realmente estivesse motivado, talvez estivesse elaborando “listas” mentais sobre o que desbravar na semana.

2) Mau terminando o ano e já pegou o calendário do próximo ano para contar os feriados. Além, de contar os dias para chegar as férias. Sim, é um sinal de que você pode estar fazendo algo errado profissionalmente.

3) Sente-se intolerante com o que acontece no seu trabalho: já não tem mais paciência para reuniões, eventos da empresa, amigo secreto da empresa. Só se não tiver como escapar.

4) Prefere sempre a sexta do que a segunda: claro que temos semanas exaustivas que torcemos para que chegue a sexta para colocarmos um par de havaianas e descansarmos. Mas fique atento se essa sensação se repetiu por mais de quatro sextas seguidas e todos os meses do ano.

Enfim, fazer mudanças na carreira, independente da fase em que você se encontra, certamente exigirá mais do que apenas coragem, exigirá planejamento em relação aos conhecimentos que precisa adquirir para sua nova carreira, uma reserva econômica para não ficar desesperado nos primeiros meses e retomar sua esquecida rede de relacionamento para “sentir” o mercado que deseja atuar.

Procure ajuda de um profissional especialista para identificar as etapas que serão necessários cumprir, considerando suas competências, a carreira que deseja seguir e o mercado que ela possui e do quanto você precisa desenvolver-se para realizar esse processo.

Alguém que possa orienta-lo em relação as dificuldades que você vai encontrar no mercado e o que poderá fazer para supera-las.

Lembre-se: por que esperar 5 dias para ser feliz em apenas dois?